Viagem com Gêmeos

As viagens e aventuras de um casal e seus três filhos

Coisas que aprendi nessa viagem sozinha com gêmeos

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Dia 29 de abril de 2015….. Viemos. Vim muita expectativa, sem saber exatamente o que esperar.
Partiria para Atlanta naquele dia para aquela que seria a minha maior aventura nos últimos tempos. Mais desafiador do que viajar com gêmeos de 4 meses pela primeira vez, caçar a aurora boreal a menos 25 C, levar os meninos para o polo norte ou viajar sozinha de avião com os dois seria passar um ano praticamente sozinha aqui com eles (gêmeos que tinham acabado de completar 4 anos).
E resolvi compartilhar com vocês o que aprendi por aqui. Mais do que o aprendizado profissional do pós-doutorado, que foi maravilhoso, o aprendizado pessoal extrapolou o que eu poderia imaginar.

Aprendi que:
Ser mãe sozinha, num país diferente e sem família por perto, os amigos são tudo. Passei sufoco de doenças, de querer desabafar. Acho que talvez estejamos todos num mesmo barco, todos se ajudam. E como….bons amigos tornaram o meu ano inesquecível.

Cuidar de 2 filhos sem ajuda alguma, ainda trabalhar e cuidar da casa requer tolerância.
E criatividade. Entendi que, apesar das minhas manias de limpeza, a casa não vai desmoronar se não estiver totalmente arrumada e comprar comida pronta de vez em quando não mata ninguém.

Aprendi a me curtir, aproveitar momentos somente meus. Nessa correria, raramente consegui sair sozinha com amigos. Minha maior diversão era um copo de vinho na banheira e luz de velas enquanto os meninos dormiram. Aproveitei cada momento para pensar na vida e relaxar. E como essas paradas são boas para a mente e geram reflexões importantes.

Aceitar as diferenças culturais sem comparar.

É possível cuidar de si (eliminei 17 kgs em um ano nos EUA!!), do trabalho, da casa e dos filhos. Talvez eu não seja perfeita em nenhuma dessas coisas, mas hoje sei que sou o melhor que posso ser em cada uma.

Tripliquei minha dose de paciência. Crianças não fazem ninguém perder o controle. A gente perde porque já tá com alguma carga anterior. Aprendi a ter consciência disso e ser firme, mas sem perder a calma (na maioria das vezes hahahaha).

Aprendi que pensar antes de agir vale a pena. Morava num prédio onde recebi reclamação pelo barulho dos meninos. Ao invés de ficar com raiva, enviei uma caixa de chocolate com cartão de desculpas, avisando que estava sozinha com os gêmeos e que iria fazer de tudo para reduzir (jamais conseguiria eliminar) o barulho. Resultado: recebi um vinho e cartão de desculpas pela reclamação de volta e, o mais importante: hoje esses vizinhos se tornaram grandes amigos.

Vi exemplos de garra que me surpreenderam e que se tornaram exemplos para mim. Acho que muitas vezes a gente não tem noção da força que tem. Olhar externamente ajuda a olhar para dentro.

Que expor as crianças a outra cultura e idioma é o maior legado que posso deixar para meus filhos para que desenvolvam tolerância, gentileza, criatividade, aceitem as diferenças e superem seus medos.

E na volta, virá mais aprendizagem. Que tenhamos tolerância para aceitar o velho-novo, e possamos aprender ainda mais com isso.

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

O que fazer em Atlanta: 20 dicas

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Atlanta foi amor à primeira vista. Eu sabia que iria gostar logo no primeiro momento que vi a cidade, no dia 30/04/15.

Aqui tem muita coisa para se fazer com crianças (e sem crianças). Para não fazer posts muito picadinhos, resolvi escrever esse, que consolida 20 dicas de atrações ou atividades em Atlanta e arredores. Espero que gostem e se animem em vir para cá:

  1. Um dos meu lugares preferidos é o  Georgia Aquarium. Além das visitas regulares, é possível agendar encontros com animais, mergulhar no aquário gigante ou mesmo jantar vendo os peixes. Fiquem atentos ao site, pois sempre há programações diferentes. Na semana passada fomos lá tomar café da manhã com Papai Noel (e os peixes, claro!).  img_0127
  2.  O World of Coca Cola fica em frente ao aquário. Lá é possível ver as propagandas antigas (a minha favorita é a do urso com a aurora boreal), embalagens, além de provar mais de 100 tipos de refrigerantes do mundo todo. Sugiro que visitem durante a semana, pois no final de semana e nos feriados, a fila fica bem grande.      2015-07-06 17.26.54
  3. O prédio da CNN  fica próximo ao aquário. As visitas são rápidas (uma hora, aproximadamente), mas é possível passear pelos estúdios e ver alguns programas ao vivo serem filmados.Eu confesso que fiquei meio tonta na escada rolante gigante. 2015-10-05 12.27.48
  4. O Centennial Park também fica na mesma região (downtown) e foi construído para os Jogos Olímpicos. Há playgrounds, chafariz para a criançada tomar banho no verão e várias programações diferentes ao longo do ano. As luzes de Natal estão super bonitas.
  5. Sky View é a roda gigante panorâmica daqui. Andei à noite e a vista é bem legal. Antes de comprar o ingresso, verifique no Groupon daqui se ainda está em promoção. Comprei por um preço bem mais baixo um passeio romântico. No dia dos pais, a entrada é gratuita para pais com filhos.i
  6. O Children Museum fica bem perto do Aquário. Os meus filhos adoram. Eles passaram uns 4 meses fechados para reforma, mas reabriram recentemente. Há teatrinho, histórias contadas para as crianças e até um reveillon do meio dia em 31/12. É um ótimo lugar para levar as crianças em dias de chuva ou frio ou para elas gastarem bastante energia 🙂 2015-05-31 13.06.34
  7. Fernbank, ou seja, o museu de história natural, possui uma programação bem variada e várias exibições, que podem ser checadas no site. O dinossauro no centro é enorme. No último andar há um parquinho para as crianças, interativo e com foco em aprendizagem. Meus meninos amam. O cinema também passa filmes educativo. Da última vez assistimos um sobre robôs. Os ingressos do cinema precisam ser comprados separadamente. img_4515
  8. Na Biblioteca Central (e nas dos bairros) há programações diferentes para a criançada, principalmente historinhas.    
  9. O Fox Theatre pode ser visitado de duas formas: há o tour pelo teatro (belíssimo) e várias peças e musicais que podem ser assistidos. Nós fomos assistir Jersey Boys e Sesame Street. Vários musicais da Broadway estão programados para o Fox nos próximos meses.  
  10. Legoland fica em Buckhead. Confesso que não é um dos meus lugares preferidos. Acho meio caro e muito lotado, mas as crianças adoram.2015-08-06 12.15.27
  11. O Medieval Times fica um pouco afastado do centro e está localizado em Lawrenceville. Enquanto você janta (com as mãos) há um show medieval super legal. Vale a pena visitar.img_4391
  12. O Yellow River Game Ranch fica mais ou menos próximo do Stone Mountain. É um mini zoológico (na verdade, um petting zoo) para as crianças terem contato com os animais.2015-06-20 13.07.00
  13. Tellus Science museum fica a cerca de uma hora de Atlanta, na cidade de Cartersville. Há exibições permanetes e temporárias. Fiquei surpresa com o  monitoramento dos terremotos. Fomos lá numa festa de Halloween, que foi o máximo! img_5586
  14. Atlanta Zoo fica próximo a região de downtown. Há uma programação diária que pode ser checada no site. Os pandas são muito fofinhos. Os playgrounds ajudam a distrair a garotada (que fica exausta de tanto andar) e alguns brinquedos são pagos separadamente.2015-10-11 14.24.23
  15. O Lullwater park fica em Decatur.  É uma área verde linda ao lado da universidade Emory, ótima para caminhar, andar de bicicleta, patinete ou mesmo fazer um piquenique com a garotada. Só é muito difícil estacionar.2015-08-15 14.50.54
  16. Jardim Botânico é belíssimo e pode ser visitado no mesmo dia do Piedmont Park. As flores variam de acordo com a estação do ano, mas o orquidário é super especial! Há dois festivais de luzes ao longo do ano: No Natal e na primavera, quando o jardim fica todo iluminado.        
  17. No verão Atlanta fica muito muito muito quente. O Piedmont tem um parque aquático, mas resolvi conhecer outros na região. Um deles foi o Seven Springs Water Park. É um parque pequeno, bem pequeno mesmo. Mas para os meninos, foi a maior farra.2015-08-22 12.59.50
  18. 19. 20.  Piedmont park, Stone Mountain e Abernathy Greenway Park, resolvi juntar estes 3 locais porque temos um post sobre eles juntos. Cabe ressaltar que o Stone Mountain parece ser completamente diferente a cada estação do ano. No outono, a decoração e programação era toda relacionada ao tema Halloween. Fomos na semana passada e agora é tudo sobre Natal. Inclusive, há um local cheio de neve para escorregar e brincar. Nesse calor de Atlanta (está fazendo 24 graus em pleno inverto), está valendo não?   

Ainda temos outros lugares para compartilhar (e visitar!).

Aos poucos contaremso para vocês.

Espero que aproveitem!

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Nossa experiência com seguro de viagem

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Antes de viajarmos para Atlanta pesquisei muito sobre seguro de viagem. Anteriormente não me preocupava e confesso que fiz muitas vezes somente por fazer, sem estar atenta aos valores das coberturas. Escolhia pelo menor preço na maioria das vezes. 

Quando vim grávida de gêmeos para fazer o enxoval, nem prestei atenção se o seguro cobria gestantes. Como diz uma amiga minha: a ignorância é uma dádiva. Ainda bem que a viagem foi tranquila e não precisei usar! 

 Depois de pesquisar, vi alguns relatos lá no grupo de viagens e família que me deixaram meio preocupada. Pessoas que precisaram usar e foram mal atendidas, outras que extrapolaram a cobertura e se deram mal. 

Acho que a idade chegou (com a preocupação que algo aconteça com os 3 filhos) e decidi escolher com cautela. Esse é o tipo de contratação que a gente faz esperando que nunca vai usar, mas precisa tomar cuidado caso precise.

Nessa viagem de um ano contratamos o world nomads (Link do World Nomads) depois de conversar e pegar conselhos com vários viajantes. Escolhi o plano familiar, que cobriu os gêmeos , o marido e eu. Há também a opção do período de contração e optamos pelo de 1 ano.

Há também a possibilidade de escolha entre 2 tipos de plano, o explorer e o standard. Como a diferença de preço é pequena, optei pelo explorer, que tem cobertura ilimitada para urgência.

Eis que depois de umas 4 semanas aqui, meia olhos começam a arder, e muito. Lacrimejavam sem parar. Nem sei como eu fui bater na universidade Emory. Acho que pela reputação. Eles possuem um escritório somente para atender pacientes internacionais!! Marcaram a consulta, me “escoltaram” em todas as consultas (sim, foram 5!) e ainda trataram com o World Nomads diretamente sobre despesas e reembolso. O processo é pelo próprio site e fiquei satisfeita com a responsividade e velocidade. 

A minha única (pequena) ressalva é que a primeira consulta precisei pagar para depois ser reembolsada. Mas até os remédios (inclusive um creme de 200 dólares) foram reembolsados, com apenas a franquia de 100 dólares cobrada uma vez.

Uma semana depois quebrei o dente da frente. A essa altura vocês devem estar pensando que eu deveria me benzer né?  Ao ligar para lá, informaram que eu poderia agendar qualquer dentista da minha preferência e ainda passaram algumas recomendações.  Mais uma vez pude contar com a empresa.

Enfim, nossa experiência foi super positiva. Espero que não precisemos mais usar, mas valeu a pena ter o seguro viagem do World Nomads.

Então ficam algumas dicas:

– pesquisem antes de contratar

– não considerem a contração do seguro como algo banal! Muito cuidado 

– leiam as cláusulas (principalmente grávidas), para conhecer as coberturas e o que está ou não incluído 

– se forem passar muito tempo num mesmo local (como nós), procurem conhecer, antes de qualquer emergência, quais os hospitais que têm international office

Vejam uma cotação em Site do World Nomads

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Diferenças nas festas infantis aqui nos EUA. Para não pagar mico (pelo menos na Geórgia!)

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Nosso blog relata nossas viagens. Mas essa viagem tem sido diferente! Com gêmeos de 4 anos (e um de 23 anos), temos uma longa e vasta experiência em festas infantis. Fizemos algumas e fomos para várias. Eis que fomos convidados para meia dúzia por aqui e vimos várias diferenças interessantes. Paguei poucos micos porque tenho uma querida amiga aqui (Nelly), que me deu várias dicas. Inclusive, algumas fotos são do aniversário de um dos filhos dela, Gabriel. Resolvi compartilhar depois de irmos para várias por aqui também!

O objetivo não é dizer o que é melhor no Brasil ou nos EUA, mas sim mostrar as diferenças e quiça usar umas ideias quando eu voltar . Até pq eu mesma adoro fazer festas e a ultima que fiz tinha quase 200 convidados. 

– em primeiro lugar, TODAS as festas que fomos convidados pedem RSPV com pelo menos 10 dias de antecedência. Então você precisa se programar e informar se vai ou não! Achei ótimo! Fiz algumas festas no Brasil e gastei uma nota em vão porque apenas 60% dos convidados apareceram (a média do Buffet é de que 10% faltam). 

– Falando em número de convidados, esqueça aquelas festas gigantes com 150 a 300 convidados. As festas são para as crianças. Acho que a maior que fui tinha, no máximo, uns 70 convidados. 

  
– Quanto ao presente, aviso logo duas coisas: primeiro você precisa pegar o gift certificate na loja. Eles não têm aqueles adesivos personalizados. Se o aniversariante quiser trocar, precisa desse papel, que a gente cola no presente. Ah, e a embalagem do presente é a gente quem faz. Não tem embaladoras nas lojas (imagina a belezinha que ficou o meu!!)

– Aqui se valoriza muito os cartões de aniversário! Tente incluir um (só percebi isso hoje!)

– A festa é para crianças. 

– Jamé você vai ver bebida alcoólica! Essa dúvida de quantas garrafas de whisky levar ou se a cerveja estará gelada não existe!

– Elas têm hora para começar e acabar. Sim, se a festa começa as 10, chegue às 10! Nada de atrasos!

– Até agora não vi uma festa com refrigerante (e aqui fica a sede da coca cola)! Lembro que o primeiro contato dos meus filhos foi numa festa na escola, quando eles tinham cerca de 2 anos. As festas no Brasil sempre  têm aquela mesinha infantil com copos e depois que provam aproveitam essa oportunidade. Todos ficam horrorizados! Até pq há várias escolas sugar Free. Realmente! Aqui só água ou limonada nós que fui! Mesmo assim, meia meninos sempre perguntam pelo refrigerante.

– as crianças sempre batem uma foto do grupo todo para ficar de lembrança. Amei essa ideia!

  
– As crianças geralmente brincam por uns 80 minutos e nesse período não comem e não bebem nada. Há hora para brincar e para comer.

  
– Apos esse período vão para a sala do parabéns. Geralmente há pizza ou algo salgado (pipoca ) que é para as crianças. Os adultos só comem se sobrar (idem para o bolo). Para não pagar mico, espere o movimento e veja o que os outros fazem! 

  
– as crianças sentam em mesinhas no centro e os pais assistem de pé ou em cadeiras ao redor. Mas nunca sentados com as crianças. TODAS as crianças ficam sentadas esperando a comidinha, o parabéns e o bolo. Se alguém quer repetir a bebida ou  comida levanta a mão. 

  
– O mais curioso para mim é o parabéns. Sabia que não batem palma? Adivinha como aprendi isso? Hahaha. Batendo palmas sozinha na primeira festa. Alguém sabe me explicar??

– Algumas festas não têm bala ou doce nenhum e dão um livro de pintar como lembrança. Na de ontem de manhã ganharam um livro  (que eu estava lendo agora para eles). Outras têm as sacolinhas com chocolates. Mas nada daquele exagero de bombom e balas que no final a gente joga fora! Numa das festas houve quebra panela e a primeira orientação da mãe do aniversariante foi para as crianças perguntarem aos pais se poderiam comer as balas.  Numa das festas os meninos  ganharam uma sacolinha com lápis de cor. Foi a nossa primeira festa. Quando um dos meninos abriu começou a perguntar cadê os bombons  tom de choro e o pai do aniversariante veio perguntar o que era. Ainda bem que ele não entendia português

– esqueça aqueles não sei quantos mil balões. Apenas em uma das festas cada criança ganhou o seu balão. 

– e no final, o que vale para os dois países: agradeça aos pais pelo convite. E não se surpreenda se você receber um thank you note dos pais. Alguns anotam o cada um deu e agradecem de forma personalizada !

Então fiquei com algumas ideias para a minha próximas festas no Brasil. Até porque nesses tempos de crise não tá dando para gastar não!

– pedir RsPV

– não vou servir refrigerante. Vou preferir sucos e água

– incluir frutas e coisas saudáveis no menu . Principalmente frutas tropicais 

– tentar fazer festas menores, focadas nas crianças 

– ao invés de dar a sacolinha cheia de balas, dar o livrinho de colorir ou livro de leitura (vou para a segunda opção) 

– não fazer a mesa de gula. Primeiro porque não é saudável e depois porque a gente gasta  muito

– mandar um bilhetinho agradecendo aos pais

– tentar bater um foto com todas as crianças para ficar de lembrança 

Por isso que AMO viajar! A gente sempre aprende alguma coisa diferente! 

  

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Georgia Aquarium: um local imperdível em Atlanta

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Recentemente, saiu no Trip Advisor a lista dos melhores aquários do mundo (http://www.tripadvisor.com/TravelersChoice-Attractions-cAquariums). Em primeiro lugar ficou o oceanário de Lisboa. Estivemos lá em 2012 e escrevemos um post sobre o local (http://viagemcomgemeos.com/2013/10/01/nossa-paradinha-em-lisboa-rumo-a-finlandia/).

DSC_0072

Em segundo lugar, ficou o Georgia Aquarium (www.georgiaaquarium.org), aqui em Atlanta. Acho que foi a primeira atração turística que visitamos. Nem sei porque não escrevi sobre o local ainda!

Primeira recomendação, evitar de ir nos finais de semana, se possível, principalmente nos feriados. Fica muito lotado e há filas que demoram horas para assistir ao show dos golfinhos. Ah, o show dos golfinhos!! É emocionante. Se você assistir 10 vezes, serão todas diferentes. Há 13 golfinhos que se revezam para fazer o show. Mas aviso logo para não sentar nas 10 primeiras fileiras senão você vai sair de lá ensopado e salgado.

DSC_0033

Os ingressos podem ser comprados pela internet, no local (adultos custam 31,95 + taxas e crianças 25,95 + taxas) ou pelo city pass. O city pass vale a pena caso você venha visitar Atlanta por pouco tempo (5 atrações custam cerca de 73 dólares + taxas por adulto). Caso queira visitar o Georgia Aquarium mais de uma vez, vale a pena o plano anual. Com o membership, o usuário ganha descontos nas lojas, restaurantes e tem livre acesso ao local todos os dias. O membership familiar custa cerca de 250 dólares e vale o ano inteiro. O segundo adulto pode ficar como “guest”, ou seja, qualquer um pode entrar. Ainda disponibilizam 2 ingressos que são válidos por 1 ano.

Peça na entrada um mapa. Meu local preferido é onde ficam as belugas. Uma teve bebê recentemente e estava fora de exibição. O aquário é separado em áreas como “águas tropicais” e “águas geladas”. No local de águas tropicais a sensação são as piranhas.


DSC_0122

No primeiro andar há um cinema 4D e uma área interativa para as crianças que foi inaugurada em novembro de 2014. Como fica escondida, eu só fui perceber lá pela quinta vez que fui ao aquário.

Meu segundo local preferido é o ocean voyager. Há uma esteira que nos leva por baixo de um mega aquário gigante. Uma delícia.

DSC_0111 DSC_0113

DSC_0199

Olhe sempre no site antes de ir. De vez em quando são realizados coquetéis ou jantares abertos o público (obviamente pagando). Agora em outubro mesmo tem um jantar beneficente que parece ser bem interessante. E se você quiser algo exclusivo, pode mergulhar com os golfinhos, ter um encontro com animais ou ainda fazer uma festa de aniversário no local.

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Augusta (Geórgia): um passeio para quem curte a natureza

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

No final de semana do feriado de 4 julho planejávamos ficar em Atlanta mesmo. Fomos ao Children´s museum e estava uma loucura. Fomos ao Georgia Aquarium, pior ainda. Sabe essas viagens que surgem do nada, mas que são uma delícia? Augusta foi totalmente de improviso. E amamos.

Dirigimos por cerca de 3 horas até chegarmos lá. A estrada é ótima. Há paradas para descanso, não há buracos e é praticamente uma linha reta.
Ficamos no Holiday Inn I 20, que eu particularmente não gostei. Acho que estavam despreparados para o feriado. Faltou comida no café da manhã, faltou talheres e até toalhas. Mas enfim, o hotel era só para dormir mesmo.
Chegamos à noite e fomos jantar. Vimos no tripadvisor que a Pizzaria Giuseppes (3690 Wheeler Road) era super recomendada. E realmente! A pizza alfredo com frango foi a melhor pizza que já comi na minha vida. Até  hoje os meninos falam da pizza de lá!
2015-07-03 21.26.35
No sábado pela manhã fomos até o Parque Savannah River Rapids. É um parque gigante, super legal para quem curte a natureza. Há trilhas, aluguel de bicicletas, caiaque e parquinho infantil. Recomendo alugar uma bicicleta e pedalar na beira do canal. A paisagem é linda.
2015-07-05 21.26.51
2015-07-04 11.46.52
2015-07-04 11.42.59
Almoçamos no Chili´s. Para quem não conhece, é uma rede de comida mexicana. A comida é deliciosa e são super high tech. Você pode pedir tudo diretamente através de uma tela na mesa, solicitar a conta, pagar e ainda há jogos educativos e desenhos para as crianças se distraírem.
Dia 04 de julho é um grande dia por aqui. Fomos ao Evans Towne Center Park, onde havia montado um parque gigante para as crianças. A queima de fogos também mobiliza muita gente e vale a pena assistir de lá.
2015-07-04 16.43.16 2015-07-04 20.49.01
No domingo, fomos visitar um pântano, o Phinizy Swamp Park. O lugar é lindo, mas muito muito quente. Vale a pena visitar para bater fotos maravilhosas. Lembro que os dois parques são ótimos para quem curte natureza. Se o seu estilo de viagem é bem urbano e agitado, não vai gostar.
2015-07-05 11.16.04
2015-07-05 11.54.32
2015-07-05 11.15.32
Lemos num blog que os melhores doces de Augusta são do Boll Weevil Café, onde fomos almoçar. Realmente, o chessecake de lá foi o melhor que já comi até hoje.
2015-07-05 16.38.28
2015-07-05 16.42.54
Para encerrar o dia, que tal um passeio de barco? Os passeios saem todos os dias as 3 da tarde, por trás do Marriot. Crianças até 5 anos não pagam e a vista do canal é linda. As casas então…. algumas têm até cachoeira particular.
2015-07-05 15.54.55
Infelizmente não conseguimos visitar o Augusta Canal Center. Interessante que fecha aos domingos e feriados (essa eu não entendi…). Fica para a próxima.

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

World of Coca Cola em Atlanta

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Atlanta é a cidade sede mundial da Coca Cola.

Localizado perto do Centennial Park (na realidade, no Pemberton Place em homenagem ao criador da fórmula original da Coca-Cola), o World of Coca Cola (https://www.worldofcoca-cola.com) recebe cerca de 1 milhão de visitantes por ano do mundo todo.

As entradas ocorrem em grupos e os ingressos podem ser comprados online ou na porta. Todos passam pela inspeção de segurança antes de entrar.   Interessante baixar o app no celular world of Coca Cola antes da visita para poder aproveitar mais. Os grupos são formados num lobby na entrada, com uma decoração bem legal, incluindo essas garrafas gigantes.

2015-07-06 16.01.19

Os grupos são encaminhados para o loft, onde há uma breve explicação sobre o local por um funcionário. Cabe ressaltar que os funcionários são super mega atenciosos. Todos eles.

2015-07-06 16.06.29

Ainda guiados pelo mesmo funcionário, somos encaminhados para um cinema para vermos um filme de 6 minutos. Confesso que ando mole e caí no choro de emoção.

2015-07-06 16.17.05

A partir daí, cada um segue o seu caminho. Há mapas em diversos idiomas, inclusive português. O urso fofíssimo fica logo na saída do cinema. As fotos custam 26 dólares (2 fotos), mas permitem que utilizemos a nossa máquina gratuitamente. Do outro lado fica o cofre onde está guardado o segredo da fórmula. O local tem muita tecnologia e é bem interativo. Vocês sabiam que no primeiro ano eram comercializadas apenas 9 garrafas por dia??? Fica a lição para não desanimarmos nunca dos nossos projetos.

2015-07-06 17.26.54

2015-07-06 18.14.21 2015-07-06 18.14.23

2015-07-06 16.48.01 2015-07-06 16.58.09 2015-07-06 16.47.39

Ainda no térreo podemos acompanhar o processo de engarrafamento e entrar na área que conta sobre a história da empresa.

2015-07-06 17.16.11-1

2015-07-06 17.17.52

No primeiro andar há um cinema 4D. Um dos meus meninos chorou muito porque a cadeiras realmente balançam. Os efeitos são inesperados e engraçados. Ao lado, há uma sala com atividades interativas. As crianças criam virtualmente embalagens que depois aparecem como decoração virtual. A sala tem várias obras de arte da Coca.

2015-07-06 18.22.11

No primeiro andar há também uma sala de projeção que passa propagandas antigas e do mundo inteiro. Vale a pena sentar ali por alguns minutos. Até o urso veio nos visitar lá. Por último, antes da saída há a área da degustação. São ilhas (de acordo com os continentes), onde é possível provar as diferentes bebidas de vários países. Engraçado que as da América do Sul e África são as bebidas mais doces.

2015-07-06 18.11.56

E no cantinho esquerdo é possível provar vários sabores (são mais de 100) numa máquina muito legal Já vi algumas em lanchonetes por aqui.

2015-07-06 18.03.16

Ao término, cada um ganha uma garrafinha para levar para casa e saímos direto na loja, que é uma verdadeira tentação Vendem desde mesas à enfeites de natal.

Os ingressos para adultos custam 16 dólares, e 12 para crianças. No entanto, vale a pena comprar o city pass, que já inclui também o Georgia Aquarium, o zoológico e outras atrações.

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Parques ao ar livre em Atlanta e arredores: Piedmont, Stone Mountain e Abernathy Greenway

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Já se passaram 45 dias aqui em Atlanta. Como o tempo está passando rápido! Em primeiro lugar, posso dizer que foi “amor à primeira vista” com a cidade. Sabe aquela cidade que “bate”? Está sendo assim.

Apesar de não ser um destino típico dos turistas brasileiro, eu recomendo fortemente, principalmente com crianças. Aqui há muita muita coisa para se fazer, ótimos restaurantes e parques belíssimos. Além de tudo, achei a cidade muito segura e o pessoal muito amigável.
Aos poucos vou postar as dicas que tenho daqui. Quem sabe vocês não se animam??
Atlanta é uma cidade grande, com quase 5 milhões de habitantes na região metropolitana. O trasporte público se chama Marta (www.itsmarta.com), que sai do aeroporto para vários bairros. O site é bem fácil de usar para checar roteiros e horários. Há dois sites que recomendo por aqui. O www.atlanta.net é do Atlanta Convention & Visitor Bureau e tem muita informação disponível. O outro é o www.365atlantafamily.com, que tem várias dicas de passeios específicos para crianças.
Moramos em Midtown, onde fica o meu lugar preferido por aqui: Piedmond Park (http://www.piedmontpark.org/do/calendar.html). Trata-se de um parque verde gigantesco, belíssimo. É ótimo para levar as crianças (há alguns playgrounds por lá), para nadar (tem uma piscina pública), fazer exercício, andar de bicicleta, relaxar, fazer piquinique ou mesmo para water play (há um local com esguichos de água para a criançada se banhar no verão – que por sinal é muito muito quente). Essa semana descobri até um parque para cachorros lá dentro. Vários eventos são realizados no parque, a exemplo de festivais de música ou de teatro. Caso venha passear em Atlanta, dê uma olhada no calendário e passe uma tarde sentindo a energia do lugar.  Eu amo o lugar!
DSC_0348
20150509_174437_resized
DSC_0353 DSC_0425 DSC_0351
Outro parque verde que gostei foi o Abernathy Greenway Park, em Sandy Springs. É afastado do centro (cerca de 14 milhas).  Ele é bem pequeno e vazio. Todos os brinquedos são obras de arte e é gratuito. Há uma área para piquenique, banheiros super limpos e estacionamento fácil. Mas esse só vale a pena se você estiver por aqui por bastante tempo. É mais para relaxar mesmo e gastar a energia da criançada.
10561823_887738357941350_4691401628715195815_n
11401092_887738371274682_1731869215749175594_n 10369728_887738407941345_4961909682917671932_n 1901328_887738437941342_686081974808338200_n
11402325_758849817567953_8893729565116557718_o 11393341_758849814234620_5692108820076912005_o 10014850_758849804234621_7881290700827333401_o
O terceiro parque é o Stone Mountain. É imperdível. É uma área verde gigante, com muitas atrações gratuitas e pagas. Foi a primeira vez na minha vida que vi um parque infantil com acessibilidade para crianças cadeirantes (gratuito).  Se você comprar o day pass, pagará cerca de 30 dólares. Após as 16 horas, o valor cai para 17 horas (e o sol está “menos quente”). Caso queira fazer o upgrade para o passe anual, paga-se uma diferença de 25 dólares.  Esse passe dá direto à alguns brinquedos e à subir na montanha de bondinho. Fizemos também o ride the duck (é um carro anfíbio), mas com o passe anual se paga uma diferença de 7 dólares por pessoa. Caso você queira fazer o ride de duck, recomendo que vá logo agendar o horário assim que chegar, pois é sempre lotado. O passeio não é grande coisa, mas as crianças pilotam o carro-barco, batem foto, ganham um apito de pato e os motoristas-marinheiros são bem divertidos. Eu recomendo que não cheguem cedo ao parque porque as 9:30 da noite (horários variam com os dias) há o show de laser. Importante levar uma toalha para guardar o lugar (ou cadeiras) e deixar no laser show lawn assim que chegar. Outra observação – levem roupa extra, roupa de banho para as crianças, e lanche. Sim, todo mundo faz piquenique aqui nos EUA. Há várias mesas e locais para isso, inclusive churrasqueiras.  Eu particularmente achei as opções lá meio caras e pouco saudáveis. Prefiro levar frutas, iogurte e sanduíches numa geladeirinha. O estacionamento custa 15 dólares, mas caso você faça o passe anual das atrações, o estacionamento anual fica 25 dólares. Portanto, caso você vá duas vezes, já vale a pena fazer o passe anual. Há também a opção de comprar um copo de refrigerante (ou chá / bebidas isotonicas) e usar por toda a temporada. Custa de 5 a 8,50 dólares e cada refil sai por 99 centavos nos dias subsequentes. O site é http://www.stonemountainpark.com/.
2015-05-25 14.20.11-1
2015-05-25 14.20.31
2015-05-25 17.13.27
11058789_758849887567946_7718502008331162921_o
E aí, que tal aparecerem por aqui?

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Pós-doc em Atlanta: nossa mudança

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Finalmente as coisas estão mais calmas e posso voltar a escrever no blog. Meu último post foi sobre o planejamento para fazer um pós-doc no exterior. Agora já posso escrever como foi a realidade, de fato.

Viajamos no dia 29/04 e escolhi a Delta pelo fato de ter conseguido emitir as passagens dos meninos de milhas. Foi por acaso. Mas o serviço foi tão bom, tão bom, que recomendo fortemente! Dá para solicitar, antecipadamente, refeições infantis pelo site, que são bem mais agradáveis para as crianças do que as refeições normais. Outra coisa que valeu a pena foi a compra do assento economy premium. Por 100 dólares a mais, o embarque é preferencial e o espaço entre as cadeiras é bem maior.

Uma dica importante: procure amigos na cidade que você vai morar ou amigos de amigos. Sempre aparecem anjos no nosso caminho e foi assim que aconteceu comigo.

Um amigo de um amigo nos ajudou muito, muito mesmo. Anteriormente eu havia falado sobre o aluguel de apartamento pela internet. Escolhi uma franquia de apartamentos para alugar. Procurei saber sobre a localização / bairro para morar perto da escola e do trabalho. Antes de nossa chegada, esse amigo visitou o apartamento e trocou a unidade por considerar que a que havíamos reservado era muito barulhenta. Com essa ajuda, pagamos apenas 4 noites de hotel.

Obviamente, para uma mudança tão rápida precisamos trabalhar duro durante estes dias. Nossos “passeios” se resumiram ao Ikea, Walmart, Target e outras lojas assim. Para quem acha que é difícil ir fazer compras de móveis e coisas para a casa com crianças, o Ikea é o ideal. Faça logo na loja o seu Ikea Family. Há um espaço infantil onde as crianças podem ficar por 45 minutos. Contudo, se você tem o Ikea Family, nos dias úteis elas podem ficar 1 hora e 15 minutos. Então, em 2 dias dá para montar a casa 🙂

IMG-20150508-WA0013_resized

O target e o Walmart têm carrinhos para até 3 crianças. Assim podemos “prendê-los” por um certo tempo.

Importante levar uma lista de prioridades para ganhar tempo e não cair em tentação. Viajar para morar é diferente de viajar de férias!!!

Duas coisas que precisam ser feitas imediatamente: abertura de conta em banco e emissão do social security number. Consegui abrir a conta no Chase (e me entregaram o cartão impresso com meu nome na mesma hora) sem burocracia alguma. Confesso que demorei para aplicar para o Social security number, o que me atrapalhou muito para definição de compra de carro. Sim, em Atanta eu sugiro um carro! Sem o social (ou o Denial letter – como se fosse uma carta de isenção da necessidade do social), não é possível tirar a carteira de motorista local. Eu trouxe a minha do Brasil e a internacional, emitida pelo Detran pelo site mesmo, por cerca de 55 reais.

Como não consegui resolver isso, tive que manter o carro alugado por estes primeiros 30 dias.

Descobri que uma querida amiga que trabalhou comigo na Philips em mil novecentos e bolinha mora na Georgia também e tem filhos da idade dos meus. Já fizemos programações juntas e foi ótimo!! A indicação dela da escola foi fundamental. Até porque nessa idade e na escola que escolhemos, há uma fila de espera. É uma franquia chamada Primrose. No primeiro dia, fomos visitar a escola com os meninos. Foi aquela agonia. Os meninos grudados na gente, choramingando. Era uma sexta. Na segunda seria o primeiro dia de aula. Miguel levou numa boa, mas Fernando passou uns 10 dias chorando e irritado. Reclamava que queria a escola do Recife, que não entendia nada. As professoras usam o google translator para ajudar na comunicação.  Agora, ele já está ótimo. Ainda bem!

IMG-20150508-WA0014_resized IMG-20150522-WA0009_resized

20150514_102044_resized

Toda a alimentação é orgânica e a única reclamação recente foi sobre ter que comer brócolis e ervilhas. Entretanto, sexta, quando fui busca-los, estavam comendo pepino como molho ranch. Olha que evolução!!

Estou amando a universidade, apesar de estar bem vazia agora por causa das férias de verão.

Atlanta é um charme. Foi amor à primeira vista. Muito verde, muita coisa para fazer com as crianças. O pessoal reclama do trânsito aqui, mas deve ser porque não conhecem o do Recife.

IMG-20150509-WA0012_resized 20150509_174437_resized 2015-05-05 14.05.51-1

Sábado começa outra fase, outro desafio: por 30 dias seremos os 2 pequenos e eu.

Depois eu conto mais!!!

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Planejando um estágio pós doutoral no exterior: a nossa história

Please follow and like us:

  • 11
  • Share

Ando meio sumida ultimamente, mas a nossa vida tem sido uma correria imensa!!! No dia 29 de abril vamos passar 1 ano fora do Brasil, mais especificamente em Atlanta. Se uma viagem de férias já demanda um certo stress e trabalho, imagina uma viagem de um ano….

Resolvi escrever um post compartilhando aqui a nossa experiência do planejamento para passar esse ano fora. Lá na universidade que eu trabalho temos um cronograma de saídas e confesso que quando vi meu nome em 2015 fiquei bem relaxada achando que estava muito longe… O tempo foi passando, passando e graças à um colega do departamento que já tinha passado por tudo que estou passando agora (e numa tremenda calma), comecei a planejar a nossa saída.

Posso logo adiantar que se você pensa em sair no primeiro semestre de 2016 e não tem carta de universidade aceitando e nem aplicou para uma bolsa ainda, as chances são bem difíceis! Um ano e meio antes da data que você planeja sair é importante já começar a articular com professores e universidades no exterior. Às vezes eles acham até estranho a gente pedir uma carta para ir trabalhar lá um ano e meio depois, mas é preciso que a gente explique todo o processo e, principalmente, as janelas de bolsa (estou considerando aqui que você quer fazer o estágio pós doutoral recebendo uma bolsa). As janelas de bolsa da Capes (http://www.capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-exterior/pesquisa-pos-doutoral-no-exterior) e do CNPQ (http://www.cnpq.br/web/guest/view/-/journal_content/56_INSTANCE_0oED/10157/515690) devem nortear todo o seu planejamento de trás para frente.

Até aquela data você precisa ter um professor e universidade que lhe aceitem, um projeto bem redigido, currículo do supervisor (e data de nascimento, sim!), carta de recomendação, teste de proficiência (eu fiz o IELTS) e alguns documentos (diploma do doutorado, identidade, etc.).

Depois da submissão a gente fica no aguardo, na maior ansiedade. No meu caso, havia aplicado para uma universidade na França pelo CNPQ e não fui aceita e para a GSU pela CAPES, que fui aceita. Se você pensa que está tudo resolvido…. agora é que começa tudo mesmo.

Como eu sou funcionária pública (de universidade federal), a primeira coisa foi solicitar o afastamento. Pedi no dia 04/11 (o resultado saiu lá pelo dia 25/10) e estou  no aguardo. Primeiro conselho: acompanhe o processo semanalmente. Eu relaxei porque havia dado entrada com 180 dias de antecedência (e o solicitado são 120 dias). Essa é a minha maior preocupação hoje.

Sobre o visto: como vamos para os Estados Unidos, precisamos tirar o visto J1 (eu) e J2 (marido e filhos). Nós já tínhamos o B1 e B2 . A universidade dá entrada num sistema SEVIS com nossos dados e nos envia um formulário por pessoa. Eu havia recebido equivocadamente apenas 1 formulário (o meu). Entrei em contato com eles e em 4 dias todos os demais 3 formulários estavam aqui em casa! Isso que é eficiência. O responsável do J1 paga uma taxa de 160 dólares (todos os 4 pagam a taxa do visto depois, que foi uns 1850 reais) e é necessário preencher novamente todo aquele formulário pela internet. Os agendamentos no Recife foram super rápidos.

Outra coisa que fizemos foi um check up geral dos meninos (e nosso também). Levamos os meninos no oftalmologista, dentista, pediatra. Eu também fiz vários exames. Melhor ver tudo aqui do que ter uma surpresa lá, não é?

Uma vez o visto resolvido e o afastamento (também praticamente resolvido…), chega a hora de comprar a passagem, alugar apartamento, buscar escola, fazer seguro saúde, cancelar telefone celular e tv por assinatura no Brasil (pense numa coisa difícil!) . O seguro saúde é uma exigência da universidade. Eu optei pelo world nomads pelos valores da cobertura. Vocês podem fazer a cotação pelo World Nomads website. Depois precisamos usar! Vejam nosso relato em Nossa experiência com seguro de viagem

Diante da situação econômica atual, resolvemos também que meu marido vai ficar indo e voltando. Na maior parte do tempo estarei lá sozinha com os meninos e vamos precisar procurar um daycare, já que as escolas só são gratuitas a partir dos 5 anos de idade.

Uma besteira que eu fiz: coloquei as mesmas datas do afastamento e início dos trabalhos na universidade no exterior. Não levei em consideração o período de mudanças. Ainda bem que eu tinha férias a vencer e consegui tirar 15 dias antes do afastamento para poder organizar as coisas.  Uma segunda besteira foi não ter comprado dólar. Quando eu apliquei o dólar era menos de 2,50. Recentemente comprei por 3,34.

Enfim, parece ser uma experiência maravilhosa, mas requer bastante planejamento e gera um certo stress. Eu mesmo só consegui escrever esse post mesmo pq de tanto stress tive uma ceratite herpética no olho esquerdo e fiquei de molho em casa 🙂

Espero poder ajudar alguém!

2013-10-14 07.26.24

Please follow and like us:

  • 11
  • Share
« Older posts

© 2016 Viagem com Gêmeos

Theme by Anders NorenUp ↑